Pruridades. A lufada de ar quente de Ângela Polícia

É a arrogância da revolução que lhe concede a força, tal como a expressão artística que nos faz achar Ângela Polícia um dos projectos mais arrogantes do hip-hop em Portugal e, consequentemente, o que mais nos fascina.

Texto ● Luís Dixe Masquete

maxresdefaultEstão a ver aquelas conversas de café, alicerçadas pela manchete do jornal, ou pelos tumultos na baixa da tua cidade? Ninguém conta as vezes em que somos personagens nestes diálogos esotéricos, transpirado revolta ou indiferença em pingas de intervenção.

É como uma dinâmica presa, que nunca foi a de Fernando Fernandes. É um padrão ultrapassado, coisa que nunca diríamos do disco ‘Pruridades‘. É uma brisa banal, antagónica aquela que nos bate na tromba com Ângela Polícia.

O projeto bracarense deu-nos uma lufada de ar quente logo na 1ª vez que escutamos a 1ª malha, e foi uma atrás da outra.

Como se o tédio fosse rasgado, de surpresa bruta, pelo revivalismo de um ‘hip-hop‘ meio estagnado dentro do chamado ‘tuga‘, por culpa de um longa-duração DIY que Fernando (Ferna, para os amigos) sacou do bolso.

Mais do que um disco bem jogado no avant-garde do género, Ângela Polícia assume uma identidade peculiar, mas conseguimos definir algo aqui: numa mistura de sons, tem um quê de Danny Brown, um quê de WIki (..) um quê de toda essa malta e beat que, entre o eixo Chicago-Detroit-Nova Iorque, açucarado com um noise-punk meio Death Grips. .

Mas não penses que temos aqui um disco ‘estrangeirado‘ (..) do Norte chega-nos com 40 minutos únicos em Portugal, como traços de uma nova representação lusófona que parece surgir na era pós-Buraka Som Sistema. Um ‘melting pot‘ que, a partir da zona da Grande Lisboa, nos tem trazido surpresas como Nidia ou Scúru Fitchadu como exemplos-mor de uma afro-tendência.

Sem Título

Eletrónica bruta de estética punk, bebendo muito do Colectivo Projectil e da realidade DIY bracarense, ‘Pruridades‘ é a metamorfose de Ferna, também ele vocalista dos rockers Bad Legs, enquanto artista que, nem que seja no ‘underground‘ onde pertence, pode marcar um “antes e depois“.

Mas isto é a gente, tu achas o que quiseres.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s